27 formas geniais de ganhar dinheiro no YouTube (que você pode copiar)

Por Aleksey Haritonenko ler
28 nov, 2023
27 formas geniais de ganhar dinheiro no YouTube (que você pode copiar)

27 formas geniais de ganhar dinheiro no YouTube (que você pode copiar) 

Quem somos nós? Criadores de conteúdo!

O que nós queremos? Ganhar dinheiro no YouTube!

Quando queremos isso? Aqui e agora!

… Mas como realmente fazer isso? Se inscrever no Programa de Parcerias e monetizar o seu canal como o Google AdSense não é o suficiente para começar?

O que está acontecendo como o AdSense (e por que você não vai gostar)

O problema é o seguinte. Monetizar o seu canal no YouTube pode parecer a melhor ideia de todos os tempos, mas você não vai ganhar muito dinheiro com isso. Pelo menos não desde o começo. Eis o porquê:

Uma das mais recentes e controversas atualizações do YouTube alterou significativamente as regras de monetização. Atualmente, você precisa ter um tempo total de exibição de 4.000 horas nos últimos seis meses e um mínimo de 1.000 inscritos para ativar as opões de monetização na plataforma.

Anteriormente, o único requisito para começar a rodar anúncios antes dos seus vídeos era ter um total mínimo  10.000 visualizações no canal.

Estes novos critérios atingiram principalmente criadores menores, matando sua receita gerada por anúncios. Os próprios executivos do YouTube afirmaram: “A vida mudaria para um número significativo de canais sob a nova configuração”.

E isso nos leva a pensar: será que existe uma maneira melhor de ganhar dinheiro no YouTube?

A resposta é sim.

Você pode ganhar a vida postando vídeos no YouTube para promover produtos, ativos digitais, merchandising e até mesmo conhecimento e experiência.

Aqui estão 27 formas geniais de vender e ganhar dinheiro no YouTube.

1. Presets do Lightroom

Parece que hoje em dia, os presets do Lightroom, ou simplesmente coleções de configurações de edição de imagem agrupadas em um único clique, são o ganha-pão de vários criadores de conteúdo digital. E não é à toa. Os presets do Lightroom são realmente uma ótima fonte de renda passiva.

Digamos que você seja um fotógrafo e sempre é elogiado pelo seu estilo fotográfico e talento criativo. E parece que as pessoas querem aprender com você.

Vender presets do Lightroom é uma ótima forma de ganhar dinheiro compartilhanvdo este conhecimento. Isso porque:

  • Os presets são fáceis de instalar e usar. E as pessoas adoram economizar tempo com menos complicações.
  • Você pode criar uma quantidade infinita de presets e vendê-los em categorias e pacotes, criando a sua própria linha de produtos.
  • Atualmente eles são incrivelmente populares.

A popularidade dos presets do Lightroom de acordo com o Google Trends.

O fotografo Peter Mckinnon é um exemplo de fotógrafo e cineasta que se tornou um vendedor de sucesso com a ajuda do YouTube. Com uma audiência de mais de 3,4 milhões seguidores, ele ganha dinheiro promovendo seus presets (disponíveis para venda em sua loja Sellfy) com vídeos tutoriais no YouTube.

Make your photos POP with ONE CLICK using LIGHTROOM PRESETS!

E a julgar pela seção de comentários, seus clientes estão mais do que satisfeitos:

2. Efeitos visuais e transições

Se você é cinegrafista ou cineasta, é provável que você já tenha criado dezenas ou até centenas de efeitos visuais como parte do seu trabalho. Mas o que fazer quando estes efeitos acabam não sendo utilizados?

Ao invés de deixá-los arquivados no seu computador, você pode transformá-los em um produto digital e começar a vendê-los na internet.

Arthur Moore, por exemplo, é um cineasta que cria vídeos impressionantes como este, onde estranhos olham para as movimentadas ruas de Londres. Esse trabalho rapidamente se tornou uma forma de promover os efeitos visuais e transações que ele vende para outros artistas digitais.

Eye Gazing With Strangers

3. LUTs

De forma resumida, os LUTs, or Lookup Tables, são equações codificadas que podem ser utilizadas na edição de vídeos para alterar as cores da filmagem. Eles também são uma ótima opção de produto digital.

A questão é que, com uma boa gradação de cores, você pode criar um clima e sensação perfeitos para os seus vídeos e destacá-los entre uma infinidade de concorrentes.

Consequentemente, se você é um cinegrafista com um bom olho para configurações de cores, este pode ser um nicho de mercado lucrativo. No caso de Christian Maté Grab, um cineasta viajante que vende seu trabalho no Sellfy, a receita gerada com a venda de LUTs e presets do Lightroom já chegou a seis dígitos.

4. Wallpapers

O que fazer se você é um fotógrafo que possui um monte de fotografias não utilizadas ocupando espaço no seu disco rígido?

Publicá-las em um banco de imagens é uma opção. Mas você também pode selecionar algumas delas e vendê-las como wallpapers para dispositivos móveis e desktop.

Paul Sydow é um fotógrafo alemão, que além de administrar um vlog sobre fotografia no YouTube, vende presets do Lightroom e wallpapers na sua loja Sellfy.

Lembre-se de que existem milhares de fotos maravilhosas disponíveis gratuitamente na internet. Então esta estratégia é mais indicada como uma fonte de renda extra.

5. Overlays  

Os overlays, ou sobreposições, são outro tipo de produto digital que pode ser vendido com a ajuda do YouTube se você tem experiência com arte e design gráfico. Basicamente, os overlays são imagens ou texturas que fotógrafos podem adicionar como uma camada extra as suas imagens usando programas de edição (mais comumente o Photoshop).

Entre os tipos mais comuns de overlay estão sobreposições que imitam o ceú, reflexos solares, flores, neve caindo, luzes e muito mais.

Como exemplo, entre os produtos digitais oferecidos por Kaiwan Shaban em sua loja online,  K1 production, estão overlays de céu, bokeh, entre outros efeitos que ajudam a criar cenários perfeitos para todo tipo de imagem.

6. Fontes

Logos, anúncios, edição de vídeo, websites. O que todas essas coisas em comum? Tipografia. Ela é um dos fatores mais essenciais para o sucesso de projetos que envolvem de design e edição.

Mas a questão é que nem todo mundo é um bom deisgner de fontes. Então, se você tem experiência com o desenvolvimento de tipografia, por que não tentar ganhar dinheiro com isso?

Quando o assunto é design, os seus clientes vão jugar o livro pela capa. Portanto, crie um design de apresentação atraente para destacar as suas fontes (como uma imagem de capa). 

Chris Hau escolheu um fundo azul e sonhador para apresentar a sua fonte de pincel personalizada e nós adoramos!

7. Elementos gráficos

Se você é um designer gráfico freelancer ou trabalha em uma in-house, é provável que já saiba que o que os seus clientes consideram um bom design nem sempre corresponde ao que você gosta de criar.

Então, ao invés de suprimir a sua inspiração, transforme os seus interesses pessoais em renda passiva vendendo os designs que não foram escolhidos pelos seus clientes na sua própria loja online. Depois, avise os seus seguidores no YouTube por meio de vlogs, assim como o Aleo Designs faz.

Ele é um designer gráfico cujo trabalho pode ser comprado em sua loja online, incluindo uma coleção épica de peças inspiradas no jogo Pokemon Go. São mais de 151 designs representando todos os pokemons presentes no jogo.

POKEMON GO GFX PACK | RENDERS, STOCKS, ALL POKEMONS, WALLPAPERS… – Aleo.

8. Planos de nutrição

Saúde e boa forma são objetivos que muitos se esforçam para alcançar. E as estáticas comprovam: de acordo com a International Health, Racquet & Sportsclub Association, a indústria de saúde e fitness, que já está estimada em US $30 bilhões nos EUA, tem crescido cerca de 3% a 4% ao ano na última década. E não existem sinais de que isso mude tão cedo.

Então, se você é um especialista em nutrição ou possui uma história de perda de peso (ou ganho de massa muscular) bem sucedida, por que não ajudar outras pessoas compartilhando o que você sabe?

Fale sobre a sua jornada no YouTube, compartilhando dicas e truques na forma de planos de nutrição como o Gym Topz:

9. Truques de mágica

Sabia que o seu sonho de ser mágico quando criança pode ajudá-lo a pagar o aluguel como adulto? Sua mãe disse não, mas o seu coração disse sim, então por que não investir nessa carreira?

Mágicos modernos são inteligentes e versáteis. Eles criam novas maneiras de entreter as pessoas com magia constantemente. E uma das formas mais interessantes de fazer isso é transformando truques de mágica em produtos digitais que podem ser vendidos online.

É isso que Chris Ramsay, um mágico de entretenimento, faz. Ele conseguiu reunir uma grande base de fãs no seu canal no YouTube, mostrando como resolver quebra-cabeças, fazer truques com cartas e magia de rua. Fora isso, ele vende o Voodoo, um dos seus vários truques de cartas, em sua loja online:

VOODOO CARD TRICK – Learn How it’s Done! (Magic Trick)

10. Efeitos sonoros

Você consegue imaginar um vlog típico do YouTube sem os sons característicos de “whoosh”, “swoosh” e “ding”? Nós também não.

Os efeitos sonoros costumam dar aquele toque final aos vídeos do YouTube, criando suspense, controlando a dinâmica do conteúdo e destacando partes específicas.

Se você entende de mixagem de som e já usa efeitos sonoros próprios nos seus vídeos, por que não compartilhá-los com vloggers que não tem acesso à tecnologia ou o conhecimento necessário para criar seus próprios efeitos?

Ryan Nangle, por exemplo, é um especialista em edição de vídeo que publica dicas, tutoriais e reviews de equipamentos em seu canal no YouTube. Ele também cria e vende seus próprios efeitos sonoros (até mesmo um pacote dedicado com 79 variações de efeitos “woosh”) para obter uma fonte de renda secundária.

11. Música, loops e beats

Como todo mundo sabe, nem todo músico ou produtor está destinado a se tornar o próximo Mark Ronson ou a próxima Beyoncé. Mas o que você pode fazer, então, para ganhar dinheiro na indústria da música?

A solução é vender as suas músicas, sons e qualquer produto sonoro de qualidade que você tenha produzido ou criado online. Denis Berger, ou PVLACE, por exemplo, compõe beats e tem contrato assinado com a 808 Mafia, uma das maiores equipes de produção de hip-hop dos EUA. A exposição que ele consegue no YouTube é bastante útil na hora de vender seus loop kits.

PVLACE Talks Signing To 808 Mafia, Secret Melody FX Chain & More

E você nem precisa ser um músico ou produtor profissional para vender as suas músicas. Chris Hau é, na verdade, um fotógrafo e cinegrafista, que também vende músicas, sons e efeitos instrumentais para vídeos corporativos.

12. Vocais

É isso mesmo: você pode ganhar dinheiro vendendo a sua própria voz. Se você é um músico ou YouTuber com fortes habilidades vocais, a sua voz pode ser transformada em um produto digital que pode ser utilizado por produtores em suas músicas, como faixa vocal principal, vocal de apoio e elementos adicionais.

A More Vocals, por exemplo, vende pacotes profissionais de vocais a capella isentos de royalties, gravados por engenheiros profissionais com equipamento profissional.

13. Drum kits

A boa notícia é que você também pode vender o seu trabalho para os Ringo Starrs da era digital! Basicamente, se você cria samples de bateria e os deixa guardados em seu computador, por que não vendê-los por um bom dinheiro na forma de kits de bateria?

Os drum kits são coleções de sons de bateria, como bumbos, caixas, palmas, chimabais, e todo tipo de som que outros músicos e produtores podem comprar de você e usar para criar novas músicas

14. Tablaturas e partituras

Esta é uma ótima opção para músicos que gostam de publicar covers de músicas populares no YouTube. Se este é o seu caso, você já deve ter percebido que muitas vezes a audiência fica interessada em aprender a tocar as suas versões musicais. Que tal ganhar dinheiro compartilhando partituras e tablaturas?

David Plate, um guitarrista de jazz e acústico, cria arranjos para músicas clássicas e populares no violão. Ele publica tutoriais no seu canal do YouTube, mas suas tablaturas e partituras estão disponíveis para venda em sua loja online.

15. Efeitos vocais

Se você atua no mundo da música, provavelmente já sabe que existem milhares de vocais únicos por aí, dos graves profundo de Barry White a notas incrivelmente altas alcançadas por Ariana Grande.

Mas com toda a concorrência, como fazer com que os seus vocais e, com isso, a sua música se destaque? Os efeitos vocais podem ser a solução perfeita!

Se você é um produtor com talento para a criação de efeitos sonoros, crie a sua própria coleção. Assim você vai ter mais um tipo de produto digital para vender e complementar a sua renda como YouTuber. Este é o casso de Farai the Producer, que vende templates vocais para ajudar outros músicos a criarem seus próximos sucessos.

16. E-books

Se você é um YouTuber que também gosta de escrever (e é realmente bom nisso) tente criar um e-book sobre um tópico ou problema com o qual você se importa e disponibilizá-lo para venda online.

A grande vantagem dos e-books é que você não precisa de uma editora para divulgar seu trabalho e também não vai precisar se preocupar com as despesas e incômodos envolvidos nos processos de impressão, armazenamento e envio.

Os livros de autoajuda são um gênero interessante a ser explorado. De acordo com relatórios recentes, leitores interessados em livros de fitness e autoajuda ajudaram a aumentar as vendas de livros de não-ficção em 9%. A receita gerada por livros de ficção, por outro lado, caiu 7%. Não surpreende que a SelfHelpFitness tenha uma estante digital repleta de e-books sobre fitness, bem-estar e dicas sobre como começar um negócio online.

17. Guias e tutoriais

Se você tem conhecimentos únicos, especialmente sobre assuntos cujos recurso educativos são escassos (talvez algo relacionados TI, tecnologia, programação, edição de vídeo, etc.), por que não tentar ganhar dinheiro com isso?

Transforme o que você sabe em tutoriais ou action packs (uma série de passos pré-gravados que podem ser reaplicados) e bote tudo para venda na sua loja online.

Aqui está um exemplo. O Photoshop Tutorials.TV vende action packs de Photoshop e usa sua base de mais de 900.000 seguidores para promover a sua loja online.

Animated Silhouette Effect: Photoshop Tutorial

18. Merchandising

Se você acha que só as Kim Kardashians do mundo podem ter tua própria linha de produtos, está muito enganado. Não existe um número mágico de assinantes (ou horas de exibição) que determine se você está pronto para vender merchandising ou não.

Se a sua marca é forte e o seu público ativo e engajado, talvez não haja um momento melhor do que o presente para começar a vender produtos personalizados. Além disso, com ajuda de plataformas de impressão sob demanda, como a Printful, você pode imprimir o seu merchandising a medida que recebe pedidos, evitando assim despesas desnecessárias.

Mas com o que os YouTubers interessados em vender merchandising podem estampar seus produtos? A resposta é quase tudo, de frases de efeito até citações engraçadas e logotipos. Até mesmo um desenho representando você, o seu cachorro e uma pequena caixa de madeira pode funcionar, como foi o caso do YouTuber Markiplier.

19. Sua própria linha de produtos

Se você é interessado em um tipo específico de produto e gosta de fazer vlogs sobre ele,  por que não começar a sua própria linha de produtos? Itens de beleza, culinária, artesanato… sua imaginação é o limite desde que seja algo que você goste!

Escolha um nicho, decida como vai fuinconar a produção (própria ou terceirizada) e crie uma vitrine virtual para vender os seus produtos. Arianna O’dell, uma profissional de marketing que criou sua própria linha de produtos sem possuir qualquer experiência com design de produto, escolheu a Etsy como plataforma de vendas para a sua loja de toalhas de praia.

E não esqueça de usar o YouTube para promover a sua loja!

20. Retiros

Gosta de passar horas interagindo com seus seguidores no YouTube e respondendo às suas perguntas? Você pode até mesmo começar a se sentir como parte de uma grande família com diversas piadas internas que só você e a sua galera entendem.

Que tal derrubar as barreiras digitais e conhecer os seus fãs pessoalmente? Não estamos falando de encontros rápidos. Estamos falando de retiros! E o tema do evento pode ser qualquer coisa que desperte o interesse dos seus seguidores. Videogames? Claro! Netflix? Com certeza! Obviamente, você também pode ser ater temas convencionais. Os retiros de ioga, como os realizados pela fotojornalista Sjana Elise, por exemplo, são bastante populares.

Hosting My First Yoga Retreat!

Veja como começar: O primeiro passo é criar uma agenda, definindo a data de início, escolhendo e reservando o local e planejando as atividades. E não esqueça de promover o evento no seu canal para que os seus seguidores saibam o que está por vir e, é claro, reservem a sua vaga com antecedência!

21. Templates para Instagram Stories

Com mais de 400 milhões de usuários, o Instagram Stories se tornou duas vezes mais popular do que o Snapchat e é agora mais do que uma plataforma onde influenciadores podem compartilhar fotos de comida e viagens. A verdade é que criar Stories visualmente agradáveis é uma arte que exige tempo, dedicação e pelo menos um pouquinho de criatividade.

Então, se você já foi elogiado pelos seus Stories bem elaborados no Instagram, por que não transformar as suas habilidades em produto? O designer e ilustrador Hector, ou Jherem, por exemplo, vende pacotes de Stories que podem ser facilmente modificados com a ajuda deste tutorial de vídeo prático:

20 Instagram Stories Pack After Effects Template

22. Padrões de tricô ou crochê

Para aqueles criadores que tiveram a sorte de aprender artesanato com suas avós, há outra maneira de ganhar dinheiro: vender padrões, ou em outras palavras, as instruções escritas sobre como construir desenhos específicos com tricô ou crochê.

Você só precisa ser apaixonado por tricô ou crochê e ter as habilidades, criatividade e atenção a detalhes necessários para desenvolver os seus próprios padrões. Depois, com o trabalho concluído, é só publicar os seus produtos na sua própria loja online ou website.

Katie, ou Queen Stitch, vende peças feitas a mão, assim como seus padrões de tricô e crochê com alguns designs realmente fofos, como estes gorros com estampa de nozes e temas natalinos:

23. Capas de celular

De acordo com o Statista, já existem mais de 4,5 bilhões de smartphones no mundo e esse número deve chegar a 5 bilhões até 2028. E com os preços em constante aumento, é provável que espessas queiram proteger o seu investimento.

Com isso, surge uma demanda maior por capas de celular. O melhor de tudo é que você pode começar o seu negócio neste nicho do zero em apenas algumas horas.

Se você já é um YouTuber conhecido, capas de celular podem ser uma ótima adição a sua coleção de merchandising. Mas não esqueça de promover seus novos produtos com um novo vídeo no YouTube.

Fora isso, as capas de celular também funcionam como um produto independente, como é o caso dos produtos oferecidos por John Webber, dono da Carvedproducts. Ele oferece carteiras, joias e até mesmo caixas de som e power banks feitos de madeira, assim como capas de celular personalizadas com resina.

24. Notas de estudo

Existem diversos estudantes de ensino médio e universitários que têm dificuldades com notas e exames. Se você é bom em assuntos específicos e se orgulha das suas habilidades de anotação e organização, aqui está a sua chance de ajudar e também ganhar uma renda extra.

Melissa Maribel, por exemplo, é uma tutora de química e YouTuber em tempo integral que faz vídeos úteis sobre química. Ela também vende downloads digitais, como anotações, que ajudam estudantes com diferentes tópicos.

O melhor de tudo, é que Melissa faturou mais de US $5.000 em 2018 vendendo anotações. E o seu negócio continua crescendo. Quem disse que anotações acadêmicas não poderiam resultar em um negócio de sucesso?

25. Receitas

Seus convidados não param de elogiar os seus jantares e sobremesas? Talvez seja hora de começar um canal sobre culinária e ganhar dinheiro vendendo as suas receitas.

Até mesmo proprietários de restaurantes experientes fazem isso para obter uma renda secundária. A Chef Agathe, por exemplo, dá aulas de culinária e administra seu próprio restaurante Café by Tao há 7 anos. Ao mesmo tempo, Agathe administra a sua própria loja online onde vende receitas veganas para que outras pessoas possam preparar seus pratos exclusivos em casa.

26. Assinaturas e planos de adesão

As assinatura e planos de adesão são um modelo de negócios relativamente novo, onde o consumidor paga por produtos e serviços por um determinado período, como é o caso de serviços como Spotify e Netflix.

O apelo das assinaturas se deve ao potencial de receitas recorrentes e um fluxo de caixa mais previsível. Além disso, as possibilidades do que vender ficam limitadas apenas à sua imaginação. Aqui estão alguns exemplos de produto que funcionariam como assinaturas:

  • Planos de refeição semanais 
  • Associação a comunidades exclusivas
  • Frases motivacionais semanais
  • Newsletters semanais
  • Revistas

A artista Ann Kullberg, por exemplo, vende a sua revista COLOR por meio de uma assinatura mensal. Cada edição oferece novas dicas, guias passo a passo e inspirações para ajudar artistas amadores a crescer no mercado.

27. ASMR

Vivemos em um mundo dinâmico onde as pessoas estão sempre em busca de novas forma de aliviar o estresse e manter a calma. Para alguns, isso significa fazer ioga ou terapia. Para outros, a solução é assistir vídeos de ASMR.

O ASMR, sigla para Autonomous Sensory Meridian Response, ou Reposta Sensorial Meridiana Autônoma, em português, é um sentimento de bem-estar combinado uma sensação de formigamento prazerosa pelo corpo. Ele é desencadeado por estímulos sensoriais específicos, geralmente presentes em vídeos de ASMR como este:

🍵Tingly Tea Tasting🍵 ASMR / Soft Spoken

Na verdade, a tendência do ASMR tem crescido bastante recentemente. Tanto que até grandes empresas, como IKEA e Michelob Ultra, passaram a usar o ASMR como parte de suas campanhas de marketing.

Então, se você consegue falar de forma suave e sussurrante e possui um equipamento de gravação e filmagem decente, talvez seja uma boa ideia explorar este nicho em alta demanda.

Você pode publicar os seus vídeos no YouTube e vender versões mais longas ou conteúdo exclusivo, como este guia de meditação ASMR oferecido pela Dauchsy Meditations, na sua própria loja online.

Pronto para ganhar dinheiro no YouTube?

E aí está! Várias ideias de produtos digitas (e físicos) que podem ajudar você a transformar o seu canal no YouTube na sua fonte de renda favorita. Experimente uma ou duas dessas sugestões para saber até onde você pode chegar.

Tem mais dicas sobre como ganhar dinheiro no YouTube? Conte mais sobre elas na seção de comentários a abaixo!

Related topics

Dicas de e-commerce YouTube
Aleksey é especialista em marketing de conteúdo na Sellfy. Ele adora usar a linguagem e o poder das palavras para tornar fascinantes até os tópicos mais áridos do comércio eletrônico. Usando sua formação em estudos literários e paixão pelas últimas tendências, ele cria conteúdo bem pesquisado e estruturado para inspirar outras pessoas e ajudá-las a expandir seus negócios de comércio eletrônico.