As 11 melhores plataformas de e-commerce comparadas (2024)

Por Aleksey Haritonenko ler
01 abr, 2024
As 11 melhores plataformas de e-commerce comparadas (2024)

O termo plataforma de e-commerce se refere a um tipo de aplicação de software que ajuda as pessoas a vender e comprar produtos online. Estas plataformas geralmente combinam gerenciamento de hospedagem, controle de inventário, processamento de pagamentos, ferramentas de marketing, processamento de pedidos e muito mais.

Ao contrário do que muitos acreditam, as plataformas de e-commerce não são simplesmente uma ferramenta para a publicação de produtos online e recebimento de pagamentos. Elas também oferecem várias outras funcionalidades indispensáveis para a venda na internet, incluindo a criação de lojas online.

Tipos de plataforma de e-commerce

De modo geral, existem dois tipos de plataforma de e-commerce. Todo website é hospedado em algum lugar, o que significa que ele ocupa espaço no servidor de algum provedor. Algumas plataformas de e-commerce possuem hospedagem própria, outras exigem que os usuários usem seu próprio servidor ou contratem provedores de hospedagem. 

Plataformas Hosted

Uma plataforma hosted é um tipo de plataforma SaaS (software as a service) que permite a construção de uma loja online do zero, sem preocupações com hospedagem, integrações de pagamento e gestão de estoque.

Ao optar por uma plataforma hosted, você pode focar na construção e gestão do seu negócio online, ao invés de lidar com as complexidades da gestão de hospedagem e servidores. O provedor da plataforma geralmente oferece uma ampla variedade de funcionalidades e ferramentas que ajudam na criação de loja, gestão de inventário, processamento de pagamentos e outras funções importantes para um e-commerce.

Plataformas Self-hosted

As plataformas self-hosted, também conhecidas como sem hospedagem ou non-hosted, são plataformas de e-commerce que exigem que o usuário utilize o seu próprio servidor ou contrate um provedor de hospedagem. Essa opção é mais complexa, já que o usuário fica responsável pela atualização, gestão e resolução de problemas do seu website. Consequentemente, elas exigem mais recursos internos, que poderiam ser utilizado de outra forma.

Geralmente, as plataformas self-hosted operam em frameworks de código aberto, com a ajuda de serviços de hospedagem externos. Estes serviços geralmente impõem taxas de assistência, que pode se acumular rapidamente. Além disso, alguns provedores de hospedagem adotam estruturas de preço em níveis, limitando as opções de suporte para usuários dos planos mais básicos. Isso pode deixar você em uma posição difícil durante períodos cruciais, como quando o tráfego do seu site aumenta devido a circunstâncias inesperadas.

As melhores plataformas de e-commerce

1. Sellfy

O Sellfy é uma plataforma hosted super simples, fácil de usar e um pouco diferente das soluções de e-commerce tradicionais.

Nós explicamos:

O Sellfy foi criado como uma solução de comércio eletrônico para a venda de produtos digitais. Então faz sentido que ele seja o líder absoluto nesse nicho. Mas não entenda mal. Apesar de ser conhecida por sua incrível simplicidade, a plataforma possui todos os recursos necessários para a venda de produtos físicos e assinaturas. Na verdade, o Sellfy vai muito além na facilidade de uso. Você literalmente pode construir uma loja totalmente funcional em menos 5 minutos.

Além disso, o Sellfy também conta com um serviço de impressão sob demanda próprio, dispensando integrações. Com ele, você pode criar e roupas, itens de decoração, acessórios personalizados com facilidade.

O Sellfy também oferece uma ampla variedade de recursos integrados. Entre eles esta uma ferramenta de e-mail marketing com templates ilimitados, a funcionalidade de assinatura digital, o recurso “pague quanto quiser” e muito mais. 

Outra ótima funcionalidade é que você pode integrar botões “Comprar agora” ou carrinhos de compra a websites existentes. Tudo isso em poucos cliques.

De modo geral, o Sellfy oferece uma experiência simples e tranquila. Mas existem algumas limitações quando se trata de customização. Os produtos na sua loja não poderão ser filtrados ou classificados em diferentes categorias. Embora você possa vender qualquer tipo de produto com o Sellfy, ele é mais indicado para a venda de produtos digitais.

Preço: O Sellfy oferece três planos, cada um com diferentes recursos avançados.

Prós

  • Hospedagem online inclusa
  • Um novo nível de simplicidade. A interface é limpa, organizada e simples de usar
  • Impressão sob demanda integrada
  • Suporte para produtos digitais, físicos e assinaturas
  • E-mails marketing integrado 
  • Recurso “pague quanto quiser”
  • Integração de botões de compra
  • Integração de carrinho de compra a websites existentes
  • Número ilimitado de produtos
  • Aplicativo móvel
  • Check-out simples e rápido

Contras

  • Integrações limitadas
  • Customização e ferramentas de design limitadas
  • Número limitado de integrações com aplicativos

2. BigCommerce

O BigCommerce é provavelmente uma das plataformas de e-commerce mais populares no momento. Ele oferece uma solução hosted tudo em um, que permite a construção de lojas online sem que sejam necessários conhecimentos de programação ou experiência técnica avançada. Apesar de ser fácil de usar para iniciantes, a plataforma permite a construção de lojas online enormes.

Shopify alternative — BigCommerce

O BigCommerce também oferece recursos avançados de marketing de conteúdo que vão ajudar a promover o seu negócio e maximizar as suas taxas de conversão. Ao mesmo tempo, a plataforma oferece uma ampla lista de recursos integrados, permitindo que você gaste menos com extensões e aplicativos adicionais.

Embora o BigCommerce ofereça temas de customização gratuitos, você deve estar preparado para pagar por temas premium se quiser construir uma loja de aparência mais profissional.

Ao se inscrever no BigCommerce, você pode solicitar suporte por telefone, chat ao vivo, e-mail ou fórum. No então, há relatos de que os canais de suporte por telefone e chat ao vivo não são muito úteis.

Devido as suas limitações e configuração demorada, o BigCommerce pode não ser a melhor solução se você está planejando vender produtos digitais online com pagamentos via PayPal, por exemplo. 

Preço: US $29,95/mês no plano Standard, US $79,95/mês no plano Plus, US $ $299,95/mês no plano Pro e preços personalizados no plano Enterprise.

Prós

  • Não exige programação
  • Boas ferramentas de gestão de loja
  • Ferramentas de SEO e marketing integradas
  • Sem taxas de transação
  • Contas de funcionários ilimitadas em todos os planos
  • Funcionalidade de avaliação de produtos integrada

Contras

  • Temas premium pagos
  • Sem vendas/upselling em 1 clique
  • Quase impossível gerenciar taxas IVA (MOSS) ao vender produtos digitais
  • Limite de vendas anual
  • Todos os temas são muito parecidos

3. Adobe Commerce (anteriormente Magento)

Procurando por uma solução de e-commerce robusta? O Adobe Commerce pode ser a escolha certa. O Magento é um das escolhas mais populares entre grandes empresas e negócios em rápido crescimento. Isso porque ele possui a lista de recursos mais ampla entre os softwares de e-commerce.

Adobe commerce

Vale lembrar que o Adobe Commerce é uma plataforma de e-commerce self-hosted mais indicada para desenvolvedores que precisam de um sistema altamente customizável. E embora isso seja vantajoso em termos de personalização, os custos e complexidade envolvidos podem ser um obstaculo. Você vai precisar de habilidades de programação e desenvolvimento avançadas para construir e gerenciar a sua loja sozinho.

A menos que você seja um desenvolvedor web profissional, você vai precisar contratar ajuda. E é exatamente por isso que o Adobe Commerce é tão popular entre grandes empresas. Elas podem pagar por web-designers profissionais e todo o suporte necessário.

Na verdade, o Adobe Commerce se posiciona principalmente como uma solução de software de nível empresarial. Honestidade é a melhor política, certo? Portanto, esta claramente não é a melhor opção para pequenas empresas que precisam lidar com um orçamento limitado.

Embora ofereça a maior lista de recursos entre as soluções de e-commerce non-hosted, o Adobe Commerce não conta com muitas ferramentas para a criação de estratégias multicanais. Não existe um jeito fácil de vender pelas redes sociais ou em marketplaces, e o mesmo se aplica a moedas estrangeiras.

Preço: O Adobe Commerce é um software de código aberto gratuito, mas existem muitos outros custos envolvidos na sua utilização.

Prós

  • Flexibilidade e uma extensa lista de recursos
  • Várias ferramentas de marketing
  • Grande comunidade de usuários
  • Gratuito para todos
  • Inventário rico

Contras

  • Você vai precisar de um desenvolvedor profissional para programar a sua loja
  • Baixo na escala de simplicidade
  • Precisa de hospedagem, um tema e complementos
  • Não possui processamento de pagamentos integrado 
  • Não possui suporte técnico ao vivo
  • Não oferece uma ferramenta de e-mail marketing integrada

4. WooCommerce

Woocommerce

O WooCommerce um plug-in gratuito de código aberto para o WordPress. Assim como  Adobe Commerce, ele oferece mais flexibilidade na construção da sua loja online. No entanto, seu manuseio exige um extenso conhecimento sobre hospedagem, nomes de domínio, web-design, etc.

A plataforma oferece total liberdade na customização da sua loja. E por ser uma solução de código aberto, o WooCommerce conta com uma biblioteca de complementos e plug-ins cada vez mais extensa e diversificada. 

Embora o WooCommercee e o WordPress sejam gratuitos, você deve considerar os custos adicionais associados a construção de uma loja online neste tipo de plataforma. Você vai precisar pagar pela sua própria hospedagem, tema, nome de domínio, certificado SSL e outras integrações separadamente.

E claro, como qualquer outra plataforma de código aberto, o WooCommerce não é muito indicado para quem não tem experiência com programação e você vai precisar contratar alguém para configurar a sua loja. Ou seja, apesar de ser uma solução gratuita, o WooCommerce exige um grande investimento e muito esforço para construção de uma loja online. 

Preço: O WordPress e o plug-in WooCommerce são gratuitos, mas você vai precisar gastar com hospedagem, extensões e serviços de web-design.

Prós

  • Gratuito
  • Controle e customização avançados
  • Grande variedade de temas e plug-ins
  • Integração com WordPress

Contras

  • A curva de aprendizado é enorme
  • Você precisa ter um site no WordPress
  • Não possui suporte técnico direto
  • Não é a melhor opção para iniciantes

5. Big CartelBigCartel dashboard

Assim como o Sellfy, o BigCartel é uma plataforma hosted. A diferença é que o Big Cartel é estritamente focado em artistas e artesão, tipos de negócios comumente encontrados no Etsy.

A plataforma se posiciona como uma solução super simples de usar, mas que oferece todas as funcionalidades necessárias para o funcionamento de uma loja online. A lista de recursos disponíveis, no entanto, parece ser bastante básica.

Uma das maiores vantagens do Big Cartel é que você pode lançar a sua loja sem pagar nada. O problema é que você só vai poder vender até cinco produtos.

Se você está procurando uma forma simples de vender online e não precisa de muitos recursos avançados, o Big Cartel pode ser uma boa escolha. 

Preço: Gratuito para a venda de até cinco produtos, US $9,99/mês para venda de até 50 produtos, US $ 19,99/mês para a venda de até 250 e US $29,99/mês para a venda de até 500 produtos.

Prós

  • Não exige programação
  • Fácil de configurar e navegar
  • Plano gratuito disponível e o mais caro custa apenas US $29,99/mês
  • Perfeito para pequenas empresas
  • Sem taxas de transação

Contras

  • Não é ideal para grandes lojas
  • Lista de recursos limitada
  • Poucas escolhas de tema
  • Sem gestão de inventário no plano gratuito
  • Suporte fraco
  • Uma extensão é necessária para a venda de produtos digitais

6. Shopify

Sem dúvidas, uma das plataformas de e-commerce populares do mercado, o Shopify definitivamente merece um lugar nessa lista.

O Shopify é uma plataforma de e-commerce completa que permite a criação de lojas online completas e a venda de (quase) todo tipo de produto. Sua principal vantagem é ser totalmente customizável, permitindo que usuários aproveitem suas mais 3000 integrações para criar lojas totalmente personalizadas.

Shopify app store

No entanto, se você está planejando trabalhar principalmente com downloads digitais, o Shopify está longe de ser a melhor escolha.

Por quê?

Primeiro, porque você não pode vender produtos digitais no Shopify sem antes instalar uma integração para isso. Claro, o Shopify oferece uma ampla variedade de opões, mas ainda assim é um pouco inconveniente.

Além disso, embora o Shopify conte com diversas integrações de marketing, soluções como o Sellfy oferecem funcionalidades de marketing integradas bem mais avançadas.

shopify app store

O Shopify apresenta simplicidade quando o assunto é configuração. Mas não se engane. Embora você não precise entender muito de programação para utilizar a plataforma, a curva de aprendizado pode ser incrivelmente íngreme. Não é à toa que a plataforma conta com um número substancial de guias e tutoriais para a sua utilização.

Preço (cobrado anualmente): US $14/mês no plano Basic, US $39/mês no plano Shopify e US $ 299/mês no plano avançado.

Vale lembrar que o Shopify cobra por integrações externas, o que pode fazer o preço do serviço subir significativamente.

Prós

  • Plataforma hosted
  • Ampla variedade de temas
  • Loja de aplicativos própria
  • Suporte para vários métodos de pagamento
  • Flexibilidade

Contras

  • Taxas de transação
  • Falta de funcionalidades integradas
  • Grande curva de aprendizado
  • Recursos avançados exigem integrações
  • Temas e aplicativos externos caros
  • Uma integração e necessária para a venda de produtos digitais

7. WIX

Quando se trata de comparar o WIX a outras plataformas de e-commerce hosted, como o Sellfy, a principal diferença é que o WIX tem como foco a construção de websites.

Shopify alternatives — Wix stores

O WIX foi criado para ajudar pessoas sem nenhuma experiência a desenvolver websites. Ele possui uma ótima ferramenta de arrastar e soltar e mais de 500 templates entre os quais escolher. Mas o fato de que ele não foi originalmente pensado como uma solução de e-commerce o torna difícil de comparar a serviços verdadeiramente especializados nisso.

Pode parecer que por oferecer um plano de e-commerce o WIX esteja posicionado para competir com outras soluções. Mas de modo geral, ele não oferece as mesmas ferramentas e nível de controle.

Preço: R$ 29/mês no plano Básico, R$ 39/mês no plano Business Ilimitado e R$ 69/mês no plano Business VIP.

Prós

  • Extensa biblioteca de extensões que vão muito além do comércio eletrônico
  • Interface simples
  • Bom preço
  • Templates modernos
  • API de customização e integrações avançadas
  • Aplicativo móvel

Contras

  • Falta de recursos
  • Não consegue lidar com lojas de maior volume
  • Não tem suporte para venda multicanal
  • Diversos recursos adicionais externos são pagos
  • Falta de funcionalidades integradas para a venda de produtos digitais

8. Squarespace

O Squarespace é outro sistema SaaS que foi inicialmente pensado para a construção de websites. Mas diferente do WIX, ele é direcionado para pessoas que buscam por um design de página único.

Mais tarde, a plataforma Squarespace foi introduzida com uma interface amigável um uma ótima variedade de recursos.

O Squarespace é conhecido como o “rei do design”. Ele oferece templates bonitos e responsivos, que podem facilmente customizados. Apesar de contar com apenas 80 opções de tema, sua qualidade é absolutamente inegável. O Squarespace é, sem dúvida, a melhor escolha se você quer ter um website com design mais arrojado.

Squarespace templates

Como o WIX, o Squarespace conta com uma ótima funcionalidade de arrastar e soltar. No entanto, o Squarespace exige um pouco mais de tempo e paciência na configuração se você quiser vender online. O dashboard não é muito intuitivo e o editor de página pode ser difícil de navegar. Além disso, se compararmos as ferramentas de vendas oferecidas, elas certamente não são tão avançadas quanto as oferecidas por outras soluções hosted.

Preço: R$ 79/mês no plano Personal, R$ 113/mês no plano Business, R$ 139/mês no plano Commerce Básico e R$ 249/mês no plano Commerce Avançado, para quem decidir pagar anualmente. Os preços ficam um pouco mais altos se você decidir pagar mensalmente.

Prós

  • Não exige programação
  • Os planos anuais incluem domínio personalizado grátis
  • Possibilidade de vender um número limitado de produtos
  • Bom suporte técnico
  • Ótima seleção de temas

Contras

  • Difícil de navegar
  • Não oferece ferramentas de marketing
  • Aplicativos externos limitados
  • Opções de pagamento limitadas
  • Não possui um marketplace de extensões integrados

9. Volusion

O Volusion é outra plataforma interessante a ser considerada. Especialmente se você quer reduzir as despesas e planeja vender poucos produtos.

Shopify alternatives — Volusion

A principal vantagem do Volusion é que você não precisa gastar muito dinheiro com extensões. A plataforma conta com diversos recursos úteis já integrados no seu dashboard. O Volusion não cobra taxas de transação dependendo do plano escolhido e também oferece ferramentas de e-mail marketing, programas de afiliados, cartões de presente, newsletters, etc. Além disso, ele tem suporte para mais de 30 métodos de pagamento.

No entanto, devido ao fato de que não possuía suporte para produtos digitais inicialmente, o Volusion pode ser um pouco difícil de configurar. Se você planeja vender e-books ou música, é melhor procurar outra solução.

Preço: O plano mais barato custa US $31/mês.

Prós

  • Aplicativo móvel
  • Possibilidade de processamento de pedidos por telefone
  • Não exige programação
  • Variedade de recursos integrados
  • Tutoriais em vídeo para configuração
  • Compatibilidade com mais de 30 métodos de pagamento

Contras

  • Difícil de configurar para a venda de produtos digitais
  • Pouca variedade de templates
  • Poucos recursos de marketing
  • Recursos de design limitados
  • Não possui loja de extensões

10. Weebly

O Weebly é uma plataforma hosted tudo em um oferecida pela Square. Apesar de simples a ele chama atenção por ser fácil de usar.

Shopify alternatives — Weebly

A construção de websites no Weebly se limita a um recurso de arrastar e soltar, o que torna a experiência fácil e agradável.

No entanto, quando se trata de design, mesmo com uma boa variedade de temas entre os quais escolher, os recursos de customização são limitados. A plataforma nem ao menos permite a alteração da paleta de cores. Sem falar que alguns dos temas oferecidos são extremamente simples. 

Você pode construir uma loja no Weebly totalmente de graça. O problema é que não vai poder usar o seu próprio nome de domínio ou se livrar dos anúncios no aplicativo até mudar para um plano pago.

Preço: Grátis.

Prós

  • Plataforma de e-commerce totalmente hosted
  • Mias de 70 templates de loja
  • Fácil de navegar
  • Recursos diversificados e úteis
  • Aplicativo móvel

Contras

  • Limite de tamanho de arquivo de 3 GB para produtos digitais
  • O recurso arrastar e soltar está longe de ser perfeito
  • Sem período de teste grátis
  • O nível de suporte técnico depende do plano escolhido

11. Opencart

A melhor forma de descrever OpenCart é como uma plataforma de e-commerce de código aberto para desenvolvedores experientes.

Shopify alternatives — Opencart

O OpenCart faz um ótimo trabalho oferecendo uma lista enorme de extensões e temas. Ao contrário do WordPress, quase todas as extensões são projetadas especificamente para o comércio eletrônico. Nem todas são gratuitas, no entanto, e você vai precisar pagar por algumas delas.

Outra vantagem é que, apesar de exigir experiência em desenvolvimento para a construção de vitrines, o OpenCart conta com um dashboard fácil de usar para gerenciar lojas existentes. 

Obviamente, esta não é a melhor opção para quem busca uma solução de e-commerce tudo em um completa. Mas, além da necessidade de experiência em desenvolvimento, o OpenCart é um ótimo construtor de lojas online se você estiver com um orçamento apertado e disposto a aprender. 

Preço: Grátis.

Prós

  • De código aberto e altamente customizável
  • Centenas de integrações 
  • Plataforma gratuita
  • Poucas despesas de desenvolvimento recorrentes

Contras

  • Recursos de marketing e venda integrados limitados 
  • Não é a plataforma mais rápida
  • Self-hosted, então você fica responsável pela hospedagem, desenvolvimento e manutenção

Como escolher a melhor plataforma de e-commerce

Ao escolher uma plataforma de e-commerce para construir uma loja online, é importante considerar vários fatores. Aqui estão alguns deles:

1. Facilidade de uso

Mesmo que você tenha experiência com comércio eletrônico, não é legal ter que perder tempo descobrindo como a plataforma funciona. O ideal é que você encontre uma plataforma completa que permita a criação de uma loja online funcional em poucos minutos. E acredite, isso é possível!

2. Preço e custos adicionais

O barato nem sempre sai caro. Tente minimizar despesas adicionais optando por uma plataforma com uma boa variedade de recursos integrados para evitar ter que pagar por integrações e serviços adicionais. Também é melhor optar por plataformas que não cobrem taxas de transação. Caso contrário, você vai acabar perdendo uma boa parte do seu suado dinheiro.

3. Downloads digitais e streaming de vídeo

De um ponto de vista de negócios, é melhor escolher uma plataforma com suporte para streaming e downloads digitais. Dessa forma, você não vai precisar escolher apenas uma abordagem de negócios e poderá ganhar dinheiro com vários tipos de conteúdo.

4. Customização

É importante que a sua loja tenha um visual atraente e profissional. As melhores plataformas de e-commerce são aquelas que oferecem ferramentas de personalização fáceis de usar e uma boa variedade de temas pré-definidos e customizáveis.

5. Ferramentas de marketing integradas

Criar uma estratégia de marketing eficiente é muito importante na hora de vender produtos e promover um negócio online. Por isso, é importante que você escolha uma plataforma de e-commerce que ofereça mais ferramentas de marketing integradas.

Related topics

Dicas de e-commerce Top Post
Aleksey é especialista em marketing de conteúdo na Sellfy. Ele adora usar a linguagem e o poder das palavras para tornar fascinantes até os tópicos mais áridos do comércio eletrônico. Usando sua formação em estudos literários e paixão pelas últimas tendências, ele cria conteúdo bem pesquisado e estruturado para inspirar outras pessoas e ajudá-las a expandir seus negócios de comércio eletrônico.